Arte e moda que marcaram o mundo fashion

O universo da arte e da moda sempre estiveram interligados, no século XX muitos estilistas começaram a criar coleções de moda inspiradas em grandes artes de diferentes períodos e, até hoje, a arte é uma das maiores fontes de inspiração dos estilistas.

Hoje o post é voltado nessas duas coisas maravilhosas: arte e moda. Trouxe para você esse universo bem de perto para que possa ficar por dentro das várias coleções de moda que marcaram história, as vezes temporadas, com inspiração em diversos artistas maravilhosos.

Mila Cook e Arte: Coleção Bauhaus

Modelo usa mila cook

Como você já deve saber, a Mila Cook sempre busca inspiração em diversos temas e períodos artísticos, dessa vez a nossa coleção é todinha inspirada na Bauhaus, e se você quiser conhecer melhor esse movimento e a nossa coleção, temos um post inteiramente dedicado a isso!

Yves Saint Lorent: mestre em unir arte e moda

A marca sempre trouxe esse assunto para dentro das coleções. Em 1953 se inspirou em Matisse, as formas e cores utilizadas em suas obras foram transcritas nas estampas dos vestidos.

YSL matisse

Em 1965 YSL criou a mais marcante, que está em todas as páginas dos livros de história da moda. Os famosos vestidos inspirados nas Obras de Mondrian, usando linhas retas tanto nas modelagens quanto nas estampas, essas peças são como vestir-se de Mondrian.

arte e moda YSL mondrian
Yves St. Laurent , em Haagse Gemeente Museum – 12 janeiro 1966

Na década de 60, além do icônico Mondrian, YSL trouxe ao mundo da moda roupas com inspiração nas obras de Picasso, Wesselmann e Braque.

YSL braque
Roupa inspirada em Braque – disponível aqui

Com referência a Serge Poliakoff, em 1965, fez roupas estampadas com referência ao abstrato e utilizando as cores verde, azul e vermelha, presentes nas obras do artista.

arte e moda YSL e Poliakoff

Mais a frente, lá em 1988, a grife não poderia deixar de lado um dos maiores artistas do Pós-impressionismo: Vicent Van Gogh. Utilizou os famosos girassóis de Van Gogh e também as tulipas para estampar jaquetas – e me diz, quem mais aí seria louca(o) por umas dessas?

Imagens disponíveis aqui

Por último, mas não menos importante, Claude Monet também esteve presente na estampa de um casaco com o famoso “Lago de Ninféias”.

Imagem disponível aqui

Podemos dizer que YSL além de ser um estilista memorável, consegue nos dar uma aula de história da arte!

Arte e Moda: em ordem cronológica

1937: Schaparelli + Dalí

arte e moda Schaparelli e Dali vestido lagosta

No ano de 1936 Salvador Dalí cria a obra do “Telefone Lagosta”, no ano seguinte a estilista usa a obra como inspiração em um longo vestido branco estampado com a Lagosta. Elsa Schaparelli era uma das principais rivais de Chanel e esta peça ficou marcada por ser totalmente oposta do estilo da Coco. Essa é uma daquelas peças que ficaram marcadas na história de Elsa, assim como o rosa choque.

A estilista se inspirou por várias vezes nas obras de Dalí, uma delas também foi a “Vênus de Millo com Gavetas”, que foi transformado em um conjunto onde os botões são referência á escultura.

arte e moda

2002: Castelbajac + Keith Haring

Haring foi uma das marcas registradas do Grafitti, dentro desse movimento artístico sabemos que é normal que os artistas personalizem suas próprias jaquetas jeans ou outras peças de roupa. Mas, em 2002, Jean-Charles de Castelbajac trouxe de maneira literal a marca registrada de Haring para estampar sua coleção e o resultado ficou lindo demais!

arte e moda

2007: Galliano para Dior + Rothko, Monet e Degas

Para comemorar os 60 anos da grife, John Galliano desenhou uma coleção com peças de diversos artistas que marcaram história.

2008: Hannah Hoyle + Andy Warhol

Hoyle e Warhol vestido marilyn

Ela trouxe a famosa Marilyn Monroe de Warhol estampando um vestido. Provavelmente quem não conhece a marca, pode ter certeza que conhece o famoso vestido plissado desta coleção. Mais tarde, a Versace também usou essa obra para estampar algumas roupas e bolsas de uma coleção.

2009: Kriemler para Akris + Monet

arte e moda vestidos monet
Imagens disponíveis aqui

As suaves cores e aquele feeling de paz das obras de Monet estamparam vestidos dessa coleção. As peças feitas em tecidos leves traduzem ainda melhor o que são as pinceladas do artista impressionista.

2012: Louis Vuitton + Kusama

Louis vuitton e kusama bolinhas coloridas

A artista que tem como marca registrada suas bolinhas de cores vivas, fez uma parceria com a Louis Vuitton nomeada de “Infinetely Kusama“.

2012: Raf Simons para Dior + Monet

Monet é realmente uma inspiração para os estilistas, mas nessa versão criada para grife por Raf Simons inspirada na obra “The Artist’s Garden at Giverny”, não temos nada de estampas são milhares de mini pétalas compondo o vestido. É uma daquelas peças que ficam marcadas na história da alta costura.

2014: Gabriele Colangelo + Joachim Bandau

Na temporada de inverno deste ano, a grife selecionou a série chamada “Black Watercolor” para as estampas e também para sobreposição de tecidos. Tudo fluiu tão perfeitamente bem nessa prova viva de arte e moda!

2014: Sportmax + Pollock

Também no inverno deste ano, a Sportmax usou para estampar peças repletas de dripping do artista Jackson Pollock, que marcou o expressionismo abstrato.

2014: Opening Ceremony + Magritte

Arte e moda magritte e openning ceremony
Imagens disponíveis aqui

A marca sempre trouxe coisas inusitadas e modernas, essa união da arte e moda resultou em peças liiiindas, tanto masculinas quanto femininas. Elas foram desenvolvidas pelos diretores criativos da Kenzo: Carol Lim e Humberto Leon.

2017: Louis Vuitton + Pintores clássicos

Essa coleção de bolsas e Scarfs ficou muito conhecida na época, nelas foram estampadas obras famosas de Da Vinci, Fragonard, Titian, Van Gogh e teve até um fechamento em zíper de carteira inspirada na obra de “Caça ao Tigre”, de Rubens. Em diversas bolsas e também na carteira, haviam inscrições em seu interior com uma breve história do artista a qual a peça tinha como tema.

2017: Osklen + Tarsila do Amaral

Arte e moda tarsila e osklen
Imagem Tarsila do Amaral site oficial

Citei aqui uma infinidade de marcas internacionais, mas a arte e a moda brasileira tem muito valor também! Em 2017, a Osklen criou uma coleção inspirada no universo de Tarsila, não só as obras em si foram colocadas como estampas e formas nas roupas, mas também acessórios que a própria pintora usava ou que seus amigos próximos usavam, como é o caso de Oswald de Andrade e suas roupas brancas de linho.

estampa osklen tarsila

A essência da marca tropicalista e chic foi mantida, e sinceramente? Ficou linda de morrer!

2020: Jeremy Scott + Picasso

jeremy scott para moschino inspirado em picasso
Imagens disponíveis aqui

O estilista sempre traz para suas coleções elementos bem extravagantes, com uma inspirada em Picasso não poderia ser diferente. Nesta, feita para a grife Moschino, as obras do artista de tornam vestíveis com elementos em auto relevo, formas e cores que estão presentes em diversas pinturas. Isso só comprova como arte e moda são complementares.

São muitas as marcas que usaram arte como inspiração e acredito que assim continuará sendo. Temos um mundo cheio de artistas incríveis que ainda merecem seu espaço dentro da moda. Se você pudesse escolher algum, qual seria? Deixa aqui nos comentários!

Fontes: Vogue Brasil, Bibliobelas, Fashion Network, Casa Vogue, O Mundo Vestido, Gauchazh, Juliana Bacellar, Arte Ref, Saia com Arte e News Link.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *